Felicidade

“Felicidade é estar na sua companhia…
Felicidade é estar contigo todo dia
Felicidade é sentir o cheiro dessa flor
Felicidade é saber que eu tenho seu amor” - Seu Jorge

1° – O que é a Felicidade?
A origem da palavra felicidade em Latim é “Felicitas” e o verbo grego PHYO que significa “produzir” com a conotação de “fecundo, produtivo”.

Enquanto a origem da palavra alegria em Latim é “Alacritas” que significa de “ânimo leve, contente”.
à Será que a felicidade tem a ver com “produzir de forma fecundo com ânimo, leveza e contentamento?”

Para o filósofo grego Aristóteles, a felicidade diz respeito ao equilíbrio e harmonia praticando o bem, enquanto para outro filosofo grego Epicuro, a felicidade ocorre através da satisfação dos desejos.

O filosofo grego Pirro de Elis, enfim, acreditava que a felicidade acontecia através da tranquilidade.
à Será que a felicidade tem a ver com “satisfazer desejos? ficar tranquilo? ou sentir equilíbrio e harmonia praticando o bem?

De acordo com o Dicionário Aurélio, felicidade é a “qualidade ou estado de feliz”. O substantivo feminino é descrito ainda como “bom êxito, sucesso”. Independentemente das definições, o fato é que as pessoas do mundo inteiro anseiam por se tornarem mais felizes, não importando o que realmente isso significa.

2° – Como se tornar Feliz?
Enquanto a primeira pergunta nos leva a entender a felicidade ou estado de felicidade como um resultado a ser alcançado. A segunda pergunta levanta a questão do caminho que leva ao resultado tão desejado por todo ser humano.

Para a Universidade Harvard, nos Estados Unidos, o caminho da felicidade é matéria de estudo e os alunos do professor israelense Tal Bem-Shahar participam há mais de dez anos de um curso visando construir a felicidade com ações positivas (visão de Aristóteles), na base de teorias e ferramentas para aplicar na vida pessoal.

No Brasil, inclusive, a Universidade Positivo abriu um curso de Felicidade facilitado pelo professor Gustavo Arns o qual declara que “podemos aumentar a nossa sensação de felicidade cuidando do nosso bem-estar físico, emocional, espiritual, relacional e intelectual”.

Para o psicólogo e pioneiro da Psicologia Positiva, Martin Seligman, a teoria da felicidade é baseada em 5 elementos:

  1. Ter e desenvolver emoções positivas;
  2. Se entregar vivendo o momento presente;
  3. A maneira de ver, sentir e reagir dando sentido a vida;
  4. A maneira de correr atrás do sucesso;
  5. A qualidade de relacionamento com os outros.

3° – Por que é difícil alcançar a felicidade?
Um dos principais fatores de fracasso na busca da felicidade é devido ao “nosso estilo de vida e modelo de sociedade que nos leva a buscar felicidade em fatores externos” explica ainda o Prof. Gustavo Arns.
É preciso entender que a felicidade não depende de algo externo e sim de nossa capacidade a encontrá-la dentro de nós. “Precisamos ter a humildade de aprender a construir nossa própria felicidade, mudando de hábitos às custas de muita disciplina, antes de querer tornar os outros felizes” diz a Carolina, aluna da Universidade Positivo.


“A felicidade não é um ponto de chegada e sim uma eterna jornada”.
E eu agregaria “não existem atalhos”, parafraseando a visão da ONG Brahma Kumaris:
“Criar o estado de felicidade e bem-estar é da nossa única responsabilidade.
As vezes fatores externos podem contribuir, guiar, inspirar, mas a vida definitivamente é o que fazemos dela”.

4° – Como lida o coach psico-orgânico com a felicidade?
O processo de coaching profissional é “uma parceria com o cliente em um processo instigante e criativo que os inspira a maximizar seu potencial pessoal e profissional”, segundo a Federação Internacional de Coaching (ICF).

Ou seja, qualquer cliente de um processo de coaching quer alcançar um objetivo pessoal e/ou profissional.

Ao longo de 17 anos de experiência como coach psico-orgânico, eu posso assegurar que por trás de qualquer objetivo de coaching há um pedido de felicidade.

Até por causa da essência mesma da felicidade que foi explicitada acima: um processo de descoberta interna!

Que seja para obter melhores resultados profissionais, achar uma saída numa fase de crise, resgatar valores dando sentido à vida ou conceber e desenvolver novos projetos pessoais e/ou profissionais, o ponto de partido de qualquer processo de coaching pode se resumir à busca da felicidade em obter aquilo que inicia como um desejo que o cliente não pode, aparentemente, alcançar sozinho. Por isso que ele procura trabalhar com um coach.

Nesses contextos, o coach psico-orgânico olha para a jornada mais do que para o resultado, e foca toda sua atenção nas capacidades de introspecção do seu cliente como pessoa, com necessidades, história, identidade, força e recursos específicos, com a finalidade de ampliação da consciência dele.

O coach psico-orgânico sabe que a jornada da felicidade se inicia em 3 níveis primários:

1° – O que o cliente pensa a respeito dele (nível psíquico);
2° – Como o cliente se sente com esses pensamentos (nível psíquico);
3° – O que o cliente faz da vida dele com esses pensamentos e sentimentos (nível psico-orgânico).

Além disso, o coach psico-orgânico sabe o quanto as relações sociais influem na qualidade de felicidade, através o
próprio julgamento do cliente ao seu respeito e também o julgamento dos outros ao seu respeito.
Nessa dimensão particular, também definida como posições existenciais, por Eric Berne, pai da Análise Transacional, o cliente pode perceber o quanto pensamentos e sentimentos negativos ao seu respeito e/ou ao respeito dos outrospodem levar a uma identificação pessoal e/ou dos outros ilusória, criadora de mal-estar permanente.

Ao longo do processo de coaching psico-orgânico, o cliente vai ter a coragem e a humildade de:

  • Reavaliar e resinificar sua história, principalmente suas fantasias (aquelas histórias que a gente conta para si
  • mesmo e para os outros), com a finalidade de resgatar energias de pensamento e sentimento positivos;
  • Identificar quais pensamentos, crenças, drivers e emoções facilitam ou travam a sua jornada de felicidade;
  • Entender os seus desejos e as suas necessidades prioritárias, naquela fase da vida dele, por trás dos pensamentos e emoções mais presentes na sua vida pessoal e/ou profissional;
  • Reavaliar e reposicionar sua Identidade enquanto pessoa com diversos papeis e responsabilidades, correndo atrás do sucesso e se relacionando com outras pessoas;
  • Aprender a ser mais disponível, mais tolerante, mais desapegado, menos preocupado, com maior resiliência;
  • Desenvolver suas capacidades de discernimento, de foco, de criatividade, de tomada de decisão;
  • Agir, interagir de forma diferente (reagindo menos);
  • Relacionar-se de forma autêntica, sem julgamento, criando alianças e cooperação na sua jornada de felicidade;
  • Aprender a olhar os resultados com contentamento e fé nas oportunidades de aprimoramento e realizações maiores.
  • O coach psico-orgânico acredita proporcionar aos seus clientes um entendimento genuíno com relação a jornada que leva a encontrar dentro de si os caminhos da felicidade.

Abaixo umas 8 sugestões de escolhas de vida que levam a maior felicidade

  1. Comece tudo com amor;
  2. Escolha viver em um estado de alegria;
  3. Escolha viver em um estado de paz;
  4. Escolha o caminho da paciência;
  5. Escolha praticar a gentileza;
  6. Escolha estar em um estado de bondade;
  7. Escolha ter fé;
  8. Escolha agir com humildade.

E ainda mais 10 dicas de coach psico-orgânico para ser mais feliz

  1. Tenha uma meta pessoal, sem entrar em competição com os outros
  2. Experimente ousar tomar decisões de mudança para enfrentar novas oportunidades
  3. Abra mão do controle
  4. Aprenda relaxar de vez em quando e diminuir o excesso de trabalho
  5. Assuma total responsabilidade para suas escolhas e atos
  6. Pare de reclamar e olha para os problemas como oportunidades
  7. Investe mais nos relacionamentos do que nas discussões para convencer de que você está certo
  8. Acredita nas potencialidades inexploradas das suas capacidades
  9. Escolha boas companhias
  10. Olha para o passado como uma fonte de sabedoria para o presente e o futuro.
 
O coaching psico-orgânico é uma abordagem recente e inovadora, desenvolvida na França e no Brasil, pelo fundador do Instituto Andaraluz, o Sr. Olivier Joannès, Coach profissional credenciado Professional Certified Coach (PCC) pela International Coach Federation / ICF com ampla experiencia de Executivo em Organizações Internacionais e com processos humanos de mudança como Analista psico-orgânico e Psicanalista.
 
Contato WhatsApp: +55 11 98644-9481
E-mail: ojoannes@andaraluz.fr

Editora Global Partners

Compartilhar:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

DESTAQUES

Bilionário indiano faz postagem reconhecendo o trabalho invisível das mulheres e viraliza
Tempos sem precedentes exigem uma liderança sem precedentes
Digitalização impulsiona a nova cara do envolvimento
Felicidade