Luciano Macaferri Rodrigues

Nossa História de hoje…

“O bom líder é aquele que trabalha para se tornar desnecessário. Um time que atinge um alto grau de excelência, continua entregando resultados mesmo na ausência do líder”.

Luciano Macaferri Rodrigues examina a sua jornada profissional colocando em pauta a importância do novo perfil de liderança, assim como o mérito da constante atualização e da humildade para atingir o ápice da carreira. O Diretor-geral da Thales no Brasil é enfático ao propor a intensa integração entre gestores e equipes, pois somente assim os resultados aparecem e contribuem para o crescimento dos indivíduos e da companhia.

Engenheiro de formação, com vasta experiência em empresas renomadas, Luciano Macaferri Rodrigues enaltece as escolhas tomadas ainda quando bastante jovem. Ao ponderar sobre os seus acertos, lembra aos membros das gerações atuais como prosperar atuando como um time, sendo que cada pessoa deve ser alocada em funções específicas, com o propósito de evitar equívocos na edificação de um time competente.

O executivo também esclarece o plano para se manter em evolução, diante de um mundo impactado por constantes mudanças. Ao mesmo tempo em que é um profissional paciente, ponderado e adepto do diálogo, Luciano Macaferri Rodrigues aposta no forte networking, no “pensar fora da caixa”, e na capacidade de adaptação e inovação, com a postura humilde de quem possui ampla vivência no mercado. Assim, ele consegue alcançar o sucesso e trabalhar com prazer – algo de suma relevância em suas convicções.

Todos esses valores se unem ao ponto estratégico da necessidade de o grupo estar entrosado para planejar, executar e amadurecer – eventos que o acompanham desde o início da carreira. Estar rodeado por pessoas competentes é importante para saber delegar e dialogar com a equipe, com foco no trabalho árduo e ético. Errar faz parte do processo, mas aprender com tais situações é fundamental para que a maturidade se estabeleça dentro do ambiente corporativo.

 “A carreira é construída com o coletivo e exige a conjugação do verbo na primeira pessoa do plural. Eu fiz? Não, nós fizemos. Ele errou? Não, nós erramos. Ela conquistou? Não, nós conquistamos”.

Então acesse o link abaixo e confira a história completa! 👇

Exame:
https://lnkd.in/edsk6Zen

Editora Global Partners

Compartilhar:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

DESTAQUES

Bilionário indiano faz postagem reconhecendo o trabalho invisível das mulheres e viraliza
Tempos sem precedentes exigem uma liderança sem precedentes
Digitalização impulsiona a nova cara do envolvimento
Felicidade